Nunca

Os redatores do segundo discurso de Dilma abusaram do advérbio nunca. Nunca os brasileiros etc etc. Uma sombra do “nunca na história deste país” do Lula. Elio Gaspari ontem escreveu em sua coluna que Não há Dilma sem Lula e até 2018 não haverá Lula sem Dilma.
Mas na prática, como sempre, as medidas econômicas que serão tomadas serão de um governo de centro.

Coluna do Gaspari
http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/2014/12/1569031-as-duas-almas-de-dilma-e-lula.shtml

Esse post foi publicado em nonada. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s