Contraluz

20140720-200845-72525855.jpg

Uma fotografia é uma escrita feita com luz. A luz é a tinta, a máquina é a pena e os olhos são as mãos. Quando uso a iluminação mais tradicional, que é aquela da luz que incide na parte frontal do sujeito/objeto eu escrevo o que vejo, algo como uma reportagem jornalística. Mas quando eu uso a luz que está atrás do sujeito/objeto, então o que eu escrevo é ficção, já que o que se vê é o contorno de algo. Expressōes faciais, marcas de idade, cores, e informações afins, ficam por conta do leitor assim como o gênero desse “texto”. Uma mesma foto contraluz pode ser uma poesia, um conto de terror ou um romance de amor.

Esse post foi publicado em fotografia e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s